Você está aqui
Home > Varejo > SEMANA BRASIL: DATA FAZ MAIS SENTIDO AO SETOR DE VESTUÁRIO DO QUE BLACK FRIDAY

SEMANA BRASIL: DATA FAZ MAIS SENTIDO AO SETOR DE VESTUÁRIO DO QUE BLACK FRIDAY

Nesta quinta, 3 de setembro, terá início a segunda Semana Brasil, que se estende até o dia 13 de setembro. O objetivo é unir e estimular as vendas do comércio e varejo de todo o país, ainda mais num período tão machucado para a economia brasileira, abrangendo diversos segmentos, como o têxtil e confeccionista.

Lançada em 2019 pela Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social) do governo federal, que este ano só atua com o apoio institucional, a Semana Brasil 2020 está sendo coordenada pelo IDV (Instituto para o Desenvolvimento do Varejo), que tomou a dianteira para unir entidades setoriais e formular ações que estimulem o consumo e, ao mesmo tempo, tragam benefícios reais aos consumidores.

“As pessoas estão mobilizadas para salvar negócios e empregos, alguns indicadores têm mostrado uma reação da economia e há uma demanda reprimida, pois muitos consumidores estão ansiosos para retomar a rotina das compras, mas de forma mais consciente, aguardando por oportunidades reais de bons negócios”, declarou Marcelo Silva, presidente do IDV.

Como esta será a primeira data importante após a real abertura do comércio físico e com uma demanda reprimida, o IDV estima que o alcance da campanha seja maior este ano, especialmente às pequenas e médias empresas. A entidade ainda destaca que as ações estão sendo articuladas para que haja uma circulação segura, sem aglomerações, orientando os varejistas com lojas físicas com práticas de biossegurança para proteger seus funcionários e clientes, evitando a disseminação do coronavírus (acesse a cartilha aqui).

“Estamos mobilizando todo o varejo para buscar as melhores formas de viabilizar as ações promocionais. Esta é uma ação totalmente suprapartidária, que trará benefícios para a economia do país como um todo”, comentou Marcos Gouvêa de Souza, conselheiro do IDV.

Na opinião do especialista em varejo do Sebrae, Flávio Petry, como a Semana Brasil será a primeira grande ação promocional após a retomada das atividades no comércio físico, haverá um aquecimento no consumo e incentiva as MPEs participem e se preparem bem para ter uma boa qualidade de venda e atendimento aos clientes, sempre atentos às normas de biossegurança adequadas aos novos tempos.

“O Sebrae é um entusiasta desse tipo de campanha. Os micros e pequenos negócios precisam aplicar todos os protocolos de segurança, reabrirem seus estabelecimentos e retomarem as vendas dentro do ‘novo normal’. Espero que essa iniciativa consiga mobilizar empresas e clientes para girarmos a economia em nosso país e estimular novas formas de consumo, de maneira racional e segura”, finaliza Petry.

Para os comerciantes que quiserem baixar gratuitamente e usar as peças publicitárias oficiais, criadas pela Agência Pullse, é só acessar: www.participesemanabrasil.com.br.

BOA OPORTUNIDADE AO VAREJO TÊXTIL

Como a Semana Brasil coincide com o início de venda das coleções primavera-verão, a data se torna uma boa oportunidade comercial ao setor de moda, especialmente vestuário, acessórios e calçados, e ainda aquecer as vendas num mês relativamente menos movimentado ao setor. Na edição de 2019, a Semana Brasil incrementou em 41% o comércio online nesta área em relação ao mesmo período de 2018, segundo dados do Ebit/Nielsen, e com a adesão de grande parte dos consumidores aos canais digitais devido a pandemia, os números tendem a ser bastante interessantes este ano.

“Vemos isso como uma forma de atrair o consumidor para conhecer a coleção nova”, aponta Edmundo Lima, diretor executivo da Abvtex – Associação Brasileira de Varejo Têxtil, uma das entidades apoiadoras da Semana Brasil junto aos seus mais de 100 associados. Além de ser um estímulo à movimentação do comércio, seja ele físico ou online, Edmundo ainda destaca que a tendência é que as coleções sejam lançadas já com descontos, e acredita que o evento tem todo o potencial de criar uma nova tradição para os próximos anos, já que nunca houve uma data comemorativa forte comercialmente no mês de setembro. Aliás, o nome Semana Brasil faz alusão à data de independência do país, em 7 de setembro.

Para Fernando Pimentel, presidente da Abit – Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção, a Semana Brasil faz mais sentido comercialmente ao setor têxtil e de vestuário do que a Black Friday, que acaba “canibalizando” as vendas de Natal deste segmento – o qual, só em vestuário, movimenta cerca de R$ 220 bilhões/ano -, devido a primeira parcela do 13º salário.

“Vejo com bons olhos o desenvolvimento da Semana Brasil, que vem logo após uma importante data comercial, que é o Dia dos Pais, antes do Dia das Crianças, que mesmo tendo os brinquedos como maior atrativo, gera um bom volume de vendas de vestuário e calçados infantis, e ainda antes do Natal, nosso principal período, representando, em média, o faturamento de dois meses comuns de vendas”, comenta Pimentel. E apesar de ser um período de lançamento de coleções, ele acredita que, este ano, a Semana Brasil terá um caráter mais de escoamento de estoque remanescente das coleções de outono-inverno, que estavam prontas e seriam lançadas justamente quando a pandemia chegou por aqui e obrigou o fechamento do comércio físico.

ATRATIVOS AOS CLIENTES

A Pernambucanas, por exemplo, terá descontos em diversos produtos das categorias vestuário, lar, eletro e telefonia tanto em suas mais de 380 lojas físicas quanto em seus canais digitais, como e-commerce, WhatsApp e aplicativo mobile. Em suas lojas físicas, haverá promoção “Leve 3 Pague 2” em peças de inverno, e no e-commerce, a varejista preparou ações exclusivas, como a parceria com a bandeira Elo: cupom de 15% de desconto em vestuário comprando com o cartão Elo (Elo15) e, ainda, descontos progressivos nas compras, que pode chegar a 30%. Ainda no segmento vestuário e também no lar, a Pernambucanas está oferecendo um cashback de R$ 30 para a próxima compra nestas categorias, a partir de uma compra destes itens acima de R$ 150 e com cartão Elo feita durante a Semana Brasil.

“A Pernambucanas é uma empresa 100% nacional, que acredita no Brasil e sempre busca oferecer o melhor às famílias brasileiras. Sabemos que esse ano não tem sido fácil para os nossos clientes e queremos apoiá-los com descontos e vantagens realmente significativas. Reunimos diversas ofertas em todas as categorias, e a nossa fintech Pefisa também trará vantagens exclusivas”, afirma Sérgio Borriello, CEO da Pernambucanas.

Já o Shopping Cidade São Paulo, na Avenida Paulista, entrou na campanha Semana Brasil com 50 lojas físicas participantes, que darão até 70% de desconto em produtos selecionados, e cupom de 10% de desconto (BRASIL10) e frete grátis em seu marketplace www.onstores.com.br.

Deixe uma resposta

Top