Você está aqui
Home > Últimas Notícias > FASHION REVOLUTION: RALA BELA ABRE PORTAS DE SUA FÁBRICA PARA RECEBER ESTUDANTES DE MODA

FASHION REVOLUTION: RALA BELA ABRE PORTAS DE SUA FÁBRICA PARA RECEBER ESTUDANTES DE MODA

Ação faz parte da edição nacional do movimento Fashion Revolution, que visa conscientizar sobre o custo da moda e seus impactos no mundo

“Quem fez minhas roupas?” Esta é a pergunta que direciona todas as ações do Fashion Revolution, movimento criado por um conselho global de líderes da indústria da moda sustentável que tem como objetivo trazer ao debate e ao conhecimento do consumidor o verdadeiro custo da moda e seu impacto em todas suas fases, desde o processo de produção até o consumo.

Celebrada no dia 24 de abril como forma de manter viva a lembrança dos mais de mil trabalhadores que perderam a vida no desabamento de uma fábrica de tecidos em Bangladesh – em uma tragédia que expôs ao mundo um lado da indústria de roupas que, muitas vezes, pode ser bastante obscuro – a campanha Fashion Revolution objetiva ações mais éticas e transparentes nas relações de trabalho na indústria fashion. Desde 2014, o movimento convoca lojas e marcas de moda, estilistas, produtores de algodão, operários e ativistas para se unirem em um dia com o propósito de fazer o consumidor se questionar quem confecciona suas roupas, incentivando as pessoas a se darem conta que a compra é apenas o último passo de uma longa jornada que envolve centenas de indivíduos, realçando a força de trabalho invisível por trás das peças que se veste.

Aderindo à edição nacional do movimento, que este ano acontece entre os dias 24 e 30 de abril em mais de 90 países, a marca gaúcha Rala Bela decidiu abrir sua fábrica e dividir sua experiência de mais de 25 anos no mercado com os alunos dos cursos de moda e design das faculdades ESPM, de Porto Alegre, e UCS, de Caxias do Sul.

“Ao abrir as portas de nossa fábrica e mostrar todo nosso processo produtivo, a Rala Bela está contribuindo para tornar a indústria da moda um cenário cada vez mais transparente e ético. Nossa ideia é mostrar aos universitários os nomes e histórias que estão por trás da nossa cadeia de produção, as pessoas que colocam a mão na massa e fazem a Rala Bela acontecer”, diz Marinês Luft, diretora da empresa.

Durante a programação prevista para o dia 24 de abril, os estudantes conhecerão a história da empresa que é referência em moda fitness no país e farão uma visita à unidade fabril em Bom Princípio, para ver de perto como funciona a confecção e conhecer os rostos envolvidos no processo, como a chefe de produção IaraGonçalves de Azevedo, que trabalha há 20 anos na Rala Bela e gerencia uma equipe de 32 pessoas, repassando as demandas para as costureiras, organizando e controlando a produção. “Já trabalhei como costureira aqui na empresa e hoje faço o acompanhamento de todas as etapas do processo produtivo. No início de cada nova coleção fico bem apreensiva até ter certeza que o primeiro corte de cada nova peça está perfeito. Eu realmente me sinto satisfeita a cada remessa que finalizamos. Ver o consumidor na rua usando uma roupa Rala Bela é realmente muito gratificante”, conta Iara.

Presente no mercado de moda desde 1992, a marca de Bom Princípio valoriza a mão de obra local e possui produção 100% gaúcha. Em suas duas unidades fabris, a marca emprega mais de 100 colaboradores que desenvolvem suas atividades em ambientes agradáveis e climatizados. Agustiane Hippler, uma das centenas de pessoas que dão vida às roupas da Rala Bela, destaca a harmonia da equipe de trabalho na fábrica, “nos conhecemos e nos queremos bem aqui dentro, somos unidos e gratos por sermos valorizados pela empresa. Sempre somos ouvidos e trabalhamos em um ambiente acolhedor; isso com certeza nos incentiva a continuar fazendo cada vez melhor”. Há 16 anos na Rala Bela, ela é a responsável pelos acabamentos dos modelos, colocando os acessórios e aviamentos como botões e cordões, além de passar e dobrar cada peça de roupa.

São trajetórias e detalhes como estes que se escondem por trás das mais de 185 mil peças produzidas por ano pela Rala Bela, e que as turmas de estudantes de design e de moda da ESPM e UCS terão a oportunidade de conhecer. Durante a visita, os universitários ainda participarão de um bate-papo com a consultora de moda e designer de produtos da Rala Bela, Simone Rech.

Programação dia 24 de abril:

Saída ESPM: 7h30min (transporte disponibilizado pela Rala Bela)
Recepção: 9h:
– Breve histórico da empresa, com a diretora Marinês Luft;
– Bate-papo com a consultora de moda e designer de produto da Rala Bela, Simone Rech;
10h: visita à fábrica
11h15: encerramento – retorno a Poa/ESPM

Saída UCS/Campus 8: 13h15min (transporte disponibilizado pela Rala Bela)
Recepção: 14h30min:
– Breve histórico da empresa, com a diretora Marinês Luft;
– Bate-papo com a consultora de moda e designer de produto da Rala Bela, Simone Rech;
15h30min: visita à fábrica
16h45min: encerramento – retorno a Caxias/ Campus 8

 

Acima, a funcionária Iara de Azevedo.

Fotos: Divulgação

 

Deixe uma resposta

Top