Você está aqui
Home > Cultura > ALBERTO HIAR TRANSFORMARÁ EM ESTAMPAS DA CAVALERA DESENHOS DE ESTUDANTES DA REDE ESTADUAL PAULISTA

ALBERTO HIAR TRANSFORMARÁ EM ESTAMPAS DA CAVALERA DESENHOS DE ESTUDANTES DA REDE ESTADUAL PAULISTA

Tiranossauro, Herrerasauro ou Velociraptor. Para além de escavações e teorias científicas, a Secretaria da Educação de São Paulo quer incentivar os alunos a conhecer os dinossauros com ajuda da arte. Para isso abriu o concurso #Pintando Dinossauros SP 2017. Alunos do Ensino Fundamental e Médio (regular e Educação de Jovens e Adultos) de toda rede estadual podem participar do desafio. São duas categorias: livre ou repetição. Os vencedores serão eleitos pelo voto popular.
Os candidatos tiveram até 30 de outubro para fazer o cadastro na própria unidade. O material foi produzido em papel sulfite tamanho A4, inédito, sem a representação de estereótipos, cópia ou modelo pronto. Só foram aceitas imagens compostas exclusivamente pela linguagem não verbal e sem paisagens e/ou cenários. Pintura com lápis de cor, guache, hidrocor, aquarela, pastel, nanquim, crayon ou cera são permitidas.
Após a fase na escola, quando foram selecionados dois trabalhos (1 livre e 1 repetição), o concurso seguiu para a etapa regional. Cada uma das 91 Diretorias de Ensino também tiveram a chance indicar duas ilustrações. Caberá ao público – alunos, professores, funcionários e famílias – decidir os melhores de cada categoria em uma votação online entre (06/12 e 10/12). O resultado final será divulgado no dia 14 de dezembro. O regulamento completo está publicado em www.crmariocovas.sp.gov.br.br
Existe até a possibilidade de encaminhamento e orientação dos alunos que evidenciarem singular talento, para a profissionalização nessa área do design e das confecções e para o imprescindível empreendedorismo, do qual o Brasil necessita para retomar o desenvolvimento. “O intuito desse concurso é desafiar a criatividade e o imaginário dos jovens, ampliar seu conhecimento sobre o trabalho dos cientistas, paleontólogos e historiadores dos organismos e ecossistemas do passado geológico da Terra, além de promover, divulgar e compartilhar nas redes sociais a produção dos estudantes”, segundo José Renato Nalini, secretário da Educação do Estado de São Paulo.

 

Fotos: Divulgação

Deixe um comentário

Top